Copa: vai ter, mas e aí?

Belo-horizontinos mostram que os conflitos sobre o  alto investimento e o  legado das obras para o Mundial continuam: para onde vão os R$1,4 bilhão de reais investidos na cidade?

De Belo Horizonte (MG)
Fernanda Fonseca, Tiago Mattar e Robson Sales
asd

Novo Mineirão foi o segundo estádio da Copa do Mundo a ficar pronto para a realização do Mundial

Desde que ganhou o direito de sediar a Copa do Mundo, em outubro de 2007, o Brasil vive um dilema. Dono de cinco títulos mundiais, dois vice-campeonatos e único país a participar de todas as edições, o país passara a enfrentar, fora das quatro linhas, questionamentos como de onde sairá o investimento para evento de tamanho porte ou mesmo o legado que essa injeção de recursos deixará.  A pouco mais de sessenta dias para a realização do Mundial, várias perguntas seguem sem respostas.

Copa: vai ter, mas e aí? “Sou a favor da realização, só não sou a favor do povo preocupado com a Copa e esquecendo a saúde, a educação. E isso não está me fazendo botar muita fé no Brasil não”, disse o bar tender Alexandre Barbosa, de 37 anos, que ainda observou, em entrevista à reportagem, sobre o legado e sobre melhorias na mobilidade urbana em Belo Horizonte.

A capital mineira, de Alexandre, receberá, até a conclusão das dez obras previstas, um aporte de R$1,4 bilhão, oriundo, principalmente, do Governo Federal. É a terceira capital, no Brasil, que mais será contemplada com investimentos. O assistente de Recursos Humanos José Genival, de 36 anos, fugiu de sua especialidade para conversar com a reportagem sobre os investimentos.

“Acho que através da Copa, trouxe outros desenvolvimentos para as cidades sedes. Coisas que não seriam realizadas tão já, foram realizadas para a Copa”, afirmou. “Realmente, todo o recurso poderia ser destinado para outras áreas. Mas, infelizmente, no Brasil não funciona assim”, completou.

Muitas vozes se levantaram contra a Copa no Brasil. Para aqueles que são contrários aos gastos excessivos com o evento, o país tem outras prioridades. A FIFA também é alvo de críticas, em razão das intervenções que impõe ao governo e à população. Essa é a opinião da estudante de publicidade Thaíla Castro, que também se preocupa com a corrupção e os desvios envolvidos nas obras de infraestrutura realizadas.

SAIBA MAIS
Copa Pública
Polícia se prepara para a Copa

Comércio confiante

fota

Verde e amarelo são as maiores tendências

Indiferente à discussão, o comércio se prepara para o mundial. A 40 dias do evento, uma loja temática foi inaugurada na Savassi, região Centro-Sul da capital. O proprietário da “Loja do Hexa” dá continuidade à tradição criada pelo pai de comercializar artigos de festa, camisetas e souvenirs em verde e amarelo durante a Copa.

De acordo com o gerente do estabelecimento, Geraldo Ferrer, a ideia surgiu em 1982. Desde então a loja se dedica a vender produtos relacionados ao futebol a cada quatro anos.

“O movimento está abaixo do que gostaríamos, mas acima do que esperávamos”, conta o gerente, que não desanimou com as manifestações. “Depois que fizeram os estádios e gastaram bilhões, como é que não vai ter?”, questiona e continua: “A discussão não cabe mais, já está tudo pronto. Agora é torcer.”.

Geraldo está confiante: “Acho que quando a Copa começar vai ter manifestação, e é justo que tenha, mas não vai atrapalhar em nada a realização dos jogos. Não tem como fugir. A Copa vai gerar e já está gerando benefícios para o comércio. Nós somos a prova disso.”.

#NãoVaiTerCopa

A polêmica envolvendo a realização da Copa do Mundo no Brasil invadiu as redes sociais. A hashtag “#nãovaitercopa” viralizou. Criada durante as manifestações que tomaram as ruas do país durante a Copa das Confederações, a #nãovaitercopa começou a ser usada como protesto aos gastos excessivos para a realização dos eventos. Desde junho de 2013, foi mencionada milhares de vezes no Twitter e ainda é usada. Porém, o que nasceu com um cunho político se transformou em um dos maiores memes do ano.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s